terça-feira, 27 de maio de 2008

Beira Grande II

O cura de Beira Grande era apresentado pelo reitor de Ansiães e tinha de rendimento anual seis mil réis de côngrua e o pé-de-altar. A freguesia pertenceu inicialmente à freguesia de S. Sebastião do Seixo, mas iria constituir depois freguesia independente.
Pertenceu sempre ao termo de Ansiães.
É orago da freguesia Santo António, a quem está dedicada a igreja paroquial. Um dos maiores santos portugueses, nasceu em Lisboa. Fez-se franciscano, com o objectivo de seguir os santos mártires de Marrocos. Quando chegou lá, foi acometido de pestilência e teve de voltar à Europa.
Fixou-se em Itália, leccionando Teologia e pregando por todo o País. Morreu em Pádua, com cerca de quarenta anos, já depois de ter sido canonizado.
Consta que existiu nesta freguesia uma fonte que tinha propriedades curativas milagrosas. Hoje já não existe, e o Abade de Baçal dá voz ao povo: "No termo desta povoação, concelho de Carrazeda de Ansiães, havia uma Fonte Santa muito concorrida de enfermos, para remédio de seus padecimentos, mas secou-se porque curaram nela as mataduras de um burro; nunca mais deitou água, diz o nosso informador. O Padre António Carvalho da Costa menciona também esta Fonte Santa como eficaz para a cura dos meninos que nela lavam".
Na parte oriental da povoação, pode encontrar-se no cume de um monte que aí existe uma pequena ermida, muito simples e bonita. Está consagrada a Nossa Senhora da Costa e é um dos mais importantes elementos arquitectónicos da freguesia. A capelinha substitui uma outra que aí terá existido em tempos remotos, representando muito provavelmente um culto pagão.
Fonte do texto: Dicionário Enciclopédico das Freguesias, 3.º Volume, 1997

4 comentários:

euroluso disse...

Andava intrigado com a demora na actualização do blogue de Vila Flor. Há mais de uma semana, não era normal! Até pensei que estivesses de férias, embora não fizesse muito sentido. Pus-me a investigar e agora já sei, nestes últimos dias tens andado à Descoberta da Carrazêda!

Xo_oX disse...

Pois é Euroluso,
o À Descoberta alargou-se, apanhando agora toda a região do Douro de Carrazeda a Miranda do Douro incluindo também Vila Flor. Ultimamente tenho dado mais atenção este Blog e ao de Torre de Moncorvo. Claro que Vila Flor não está esquecido, só que o tempo não chega para tudo.

Anónimo disse...

Olá Professor Anibal!
Gostei muito de ver e ler um pouco sobre a história da Beira Grande, pois apesar de ser essa a minha aldeia, fala aqui em pormenores que eu desconhecia completamente... O meu muito obrigada pelo texto e pelas fotos.
Os meus Parabéns pelo(s) fantástico(s) blog(s) e que a Aventura e a Descoberta continuem...
Cumprimentos,
Alexandrina Areias

Jorge de Sequeira disse...

Ainda bem que me indicaram "À Descoberta de Carrazeda de Ansiães", amigos da «Comunidade Fangueira», pois fiquei encantado com tudo o que visitei e continuarei a "viajar" pelas encantadoras belezas que Carrazeda de Ansiães tem.
São "blogs" como este que aprendo a gostar do Portugal que tanto amo. Como tenho aprendido e continuarei a me "enriquecer".
Obrigado Prof. Aníbal Gonçalves.