quarta-feira, 31 de dezembro de 2008

Um frio de admirar, em Pombal

A viagem até ao Pombal aconteceu no dia 26 de Dezembro. Quando olhei a aldeia, pouco depois de ter saído de Areias, a visão era curiosa com a povoação a ser atravessada por uma língua de nevoeiro que subia do S. Lourenço e se prolongava até depois da capela de S.ta Bárbara.
Mas, pouco depois de passar o Pinhal apercebi-me de um espectáculo fantástico, como já não apreciava há alguns anos. As oliveiras, pinheiros e giestas vergavam com o peso do gelo, que se acumulava colado às folhas e ramos.
Junto à aldeia havia apenas um ligeira neblina com o sol a ser coado por ela. Mas, mais abaixo na estrada para Paradela o cenário ganhava de novo o colorido de uma enorme nevada, com o sol a tentar penetrar nos ramos mais altos das árvores.
Parei o carro em vários locais e tirei mesmo algumas fotografias de dentro dele. Onde havia espaço para estacionar aproveitei para mostrar ao meu filho mais novo estas paisagens de rara beleza, porque ele nunca tinha presenciado nada semelhante.

2 comentários:

Blue Eyes disse...

Hoje acordamos com mais um nevão... daqueles mesmo à séria! Mas por aqui o mundo não pára... as pessoas não são condicionadas pelo tempo!

Que bela maneira de terminar o ano...

Passei só para desejar umas 'boas entradas' em 2009.

Até para o ano!

Xo_oX disse...

Um Bom ano Blue Eyes
Estou no Planalto Mirandês e aqui raramente neva!
Um EXCELENTE 2009 para todos os visitantes do Blogue.

Para o ano cá nos encontramos.

Aníbal Gonçalves