quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

A Linha do Tua - Outono

Hoje completam-se dois anos desde que ocorreu o primeiro acidente na Linha do Tua, onde morreram três pessoas. Depois disso, a linha ainda não saiu das luzes da ribalta, sempre envolta em polémica.
Eu vesti a camisola da defesa da linha. Não acredito no progresso propagandeado pelos políticos. Não acredito que a barragem seja uma reserva de água potável para dar de beber aos milhares de humanos que aqui vivemos. Cada vez somos menos os que aqui vivemos e a água da barragem dificilmente será potável. Para mim a principal riqueza do vale do Tua é a Linha. Esta linha, não outra, moderna, larga e rápida. Tem que ser esta, centenária mas remodelada, segura, eficiente, ao serviço das populações ribeirinhas, apostada na atracção de turistas e apoiada por novos autarcas que a conhecem.
Enquanto se mantém esta indecisão, faço aquilo que posso fazer: percorro a linha a pé, fotografando todas as suas belezas e mostrando ao mundo os encantos deste recanto trasmontano, que é nosso, e não está à venda.
Deixo para saborearem, uma viagem de Outono, em forma de diaporama entre Codeçais e Mirandela. Apesar de já conhecer bem a linha, não deixei de ser surpreendido com quadros de rara beleza, quadros esses que estão vedados à maioria das pessoas, porque a linha se encontra fechada, afastando aos poucos todos os que dela dependiam para fazer a sua vida.
Espero que esta situação mude em breve.


A Linha é Tua
http://alinhaetua.blogspot.com/

4 comentários:

Transmontana disse...

"Quadros de rara beleza" que o Aníbal aqui deixou gravados, acompanhados de uma música a condizer!!!
Os seus trabalhos são um verdadeiro serviço público...
Muito obrigada por tudo o que faz em prol da nossa região!!!

Cumprimentos
Anita

Blue Eyes disse...

Excelentes fotos, para não variar!

Pena é que a linha tenha assim ficado marcada pela tragédia...

Até breve.

Anónimo disse...

Dou os meus parabens ao Aníbal.Belíssimo trabalho o dele em
prol da nossa Terra.Nem Miguel Torga,um grande transmontano, faria melhor.
Chamo a atenção para um artigo no "Público" de 19 de Fevereiro 2009, onde entre outras opiniões,há
um investigador em Economia de Transportes que sugere uma linha de via larga do Tua até Bragança e
depois ligação a Puebla de Sanábria,onde está prevista uma Estação do TGV com ligação a Madrid,Barcelona e França. Quando o homem sonha, a obra pode mesmo nascer. Nasci em Pereiros de Ansiães, mas a minha terra é Trás-os-Montes.Um Abraço. Raúl Figueiredo.

M Sampaio disse...

É tudo muito bonito, mas como as coisas vão, não tarda muito que a linha centenária do Tua, não desapareça do mapa, se não toda pelo menos em parte, e em seu lugar, veremos autocarros a fazer o serviço, tirando toda a beleza e encanto a essas paragens e a essas viagens.
Seria uma ideia brilhante essa da mudança de bitola estreita para bitola larga, mas para isso era necessário que todos os transmontanos se unissem tendo à sua frente os presidentes de todos os Municípios, por onde hoje passa essa linha, para fazerem frente à EDP, e fazerem a defesa da linha na sua totalidade.
Como saberão, com a cota prevista, mais de dezasseis km de linha, desaparecerão, entrando aí os autocarros.
Com este andar nada se salva neste tão pequeno Portugal.